Acima de tudo, teremos de perceber que há certas coisas que nós, com nossa mente finita, não seremos capazes de conciliar umas com as outras. Agora, eu estou tentando evitar o uso de termos técnicos, tanto quanto posso, mas aqui eu devo introduzir a palavra antinomia - não antimônio. O que é uma antinomia? É uma posição em que são dadas duas verdades que você mesmo não pode reconciliar. Há certas antinomias insolúveis na Bíblia, e como pessoas de fé, devemos estar prontos para aceitar isso. Quando alguém diz: "Ah, mas você não pode conciliar estas duas", você deve estar pronto para dizer: "eu não posso. Não tenho a pretensão de poder. Eu não sei. Eu acredito no que é dito na Escritura ".

Assim, então, nos aproximamos desta grande doutrina de maneira semelhante a isto: sob a luz das coisas que nós já consideramos sobre o ser, a natureza e o caráter de Deus, esta doutrina dos decretos eternos deve seguir como uma extrema, absoluta necessidade. Porque Deus é quem e o que Ele é, Ele tem de agir da maneira com que Ele age. Como vimos, todas as doutrinas da Bíblia são consistentes umas com as outras, e quando estamos a considerar qualquer doutrina particular é preciso lembrar que esta deve sempre ser coerente com tudo o mais. Assim a partir de quando viemos a estudar o que a Bíblia nos diz sobre a maneira com que Deus age, devemos ser muito cuidadosos para não dizer nada que contradiga o que já dissemos sobre Sua onisciência, sua onipotência, e todas as outras coisas que temos acordado, juntamente encontrarem-se nas Escrituras.

3 Responses so far.

  1. Boa tarde. Qual é a fonte dessa citação? Obrigado!

  2. http://youtu.be/eaJP-0IM510

Leave a Reply