Os que corajosamente e resolutamente afirmam serem as abençoadas Escrituras uma regra suficiente para comandá-los, guiá-los, e encaminhá-los em todos os assuntos relacionados ao culto, têm uma boa causa [Lucas 10.25-26] e, os que sofrem por esta causa, sofrem como Cristãos, pois sofrem por fazer o que é bom.

Agora, são uns tais inúteis e vãos, os que depreciam a eficiência da Escritura, e misturam as invenções suas ou de outros homens com as instituições Divinas; e colocam seus próprios batentes por batentes de Deus, e seus próprios limiares por limiares de Deus [Ezequiel 43:8].

Os preceitos e tradições de homens, com suas invenções e adições ao culto a Deus, são chamados de batentes e limiares, porque os seus autores confiam e descansam tanto sobre os tais, e porque os colocam no caminho para impedir a outros o gozo dos privilégios do templo, exceto se apoderarem-se e cumprirem junto com eles a sua maneira e modo inventados de adoração; mas sobre todos estes batentes e limiares inseridos pelos homens na adoração a Deus, você pode ler, neles escrito: estultície, fraqueza, podridão e loucura.

Somente os batentes de Deus, os limiares de Deus, as instituições de Deus, os apontamentos de Deus, possuem sabedoria e santidade, beleza e glória, escritos sobre si.

Pois ao instituírem os seus batentes como se fossem os batentes de Deus, e ao honrarem os seus batentes com igual honra e autoridade que os batentes de Deus, eles contaminam a adoração a Deus, e profanam o nome de Deus, profanação de Seu Nome que Ele certamente vingará; porque Ele não admitirá rival a disputar a adoração que Lhe é própria e exclusiva.

Categories: ,

Leave a Reply